PESQUISA EM SITE

A taxa de desemprego natural

O emprego é um indicador muito importantemacroeconomia. Refere-se ao número de adultos com capacidade para pessoas com mais de 16 anos que trabalham. Infelizmente, nem todas as pessoas adulta capazes têm empregos, também há cidadãos desempregados. O desemprego em uma economia de mercado caracteriza o número de pessoas adultas capazes que estão desempregadas, mas estão ativamente procurando por ela. O número total de desempregados e cidadãos empregados é uma força de trabalho.

O cálculo do desemprego é realizado utilizando vários indicadores, mas geralmente aceito, inclusive. e na Organização Internacional do Trabalho, a norma do desemprego é considerada.

O desemprego em uma economia de mercado é representado porum fenômeno socioeconômico em que uma certa proporção da força de trabalho não é utilizada na produção de serviços e bens. Ao mesmo tempo, a força de trabalho é entendida como o número de empregados e desempregados.

São destacados os seguintes tipos de desemprego:

  • Fricção
  • Estrutural
  • Institucional
  • Cíclico
  • Sazonal

O desemprego, relacionado ao tempo necessário para encontrar um novo emprego, refere-se ao desemprego friccional. Sua duração pode ser um período de tempo de 1 mês a 3 anos.

O desemprego friccional surge como conseqüênciadesenvolvimento dinâmico do mercado de trabalho. Parte dos funcionários decidiu voluntariamente mudar seu emprego, encontrando, por exemplo, um trabalho melhor pago ou mais interessante. A outra parte dos empregados procura ativamente trabalho devido à demissão do local de trabalho existente. A terceira parte dos trabalhadores só entra no mercado de trabalho do trabalho ou, pela primeira vez, se destaca por causa de um deslocamento natural da categoria de população inativa, do ponto de vista econômico, na categoria oposta.

Desemprego associado a tecnologiamudanças na produção e mudança da estrutura da demanda por trabalhadores - desemprego estrutural. Ocorre quando um empregado que foi demitido de uma indústria não pode encontrar trabalho em outra indústria.

O desemprego estrutural ocorre quando a estrutura territorial ou setorial da demanda por mão-de-obra muda. Ao longo do tempo, na tecnologia de produção e na estrutura da demanda do consumidor mudanças significativas ocorremsão a causa da mudança na estrutura da demanda total por mão-de-obra. Se a procura de mão-de-obra de uma determinada profissão ou numa determinada região cai, o desemprego aparece como resultado. Os trabalhadores que são liberados da produção não são capazes de alterar rapidamente suas qualificações e profissões ou mudar seu local de residência, portanto, eles são obrigados a permanecer desempregados por algum tempo.

Os economistas, em regra, não deixam clarofronteiras entre o desemprego estrutural e de fricção, uma vez que, em ambos os casos, os trabalhadores demitidos buscam ativamente um novo emprego.

Vale ressaltar que esses tipos de desemprego ema economia existe constantemente, uma vez que é impossível reduzi-los completamente a zero ou destruí-los. As pessoas estarão à procura de um novo emprego, buscando o bem-estar financeiro, e as empresas, por sua vez, procurarão contratar os funcionários mais qualificados, pois isso é justificado pelo desejo de maximizar os lucros. Ou seja, na economia de mercado, os indicadores de demanda e oferta estão constantemente a flutuar no mercado de trabalho.

Como a existência de desemprego estrutural e friccional é inevitável, os economistas resumiram sua soma como um nível natural de desemprego.

A taxa natural de desemprego implicasob uma tal taxa de desemprego, que corresponde ao emprego de tempo integral (que consiste na forma estrutural e o desemprego atrito. Motivos taxa de desemprego natural devido às bases naturais, tais como a migração, o volume, razões demográficas.

Se houver apenas um nível natural de desemprego na economia, então essa situação é chamada de pleno emprego.

As causas do nível natural de desemprego -o equilíbrio dos mercados de trabalho, quando o número de empregados procurando por iguais, coincide com o número de vagas. Portanto, o emprego a tempo inteiro não significa 100% de desemprego, mas apenas um certo nível mínimo de desemprego. O nível natural de desemprego é, até certo ponto, um desenvolvimento positivo.

</ p>
  • Avaliação: